Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Eleições 2012 02/Jul/2012 às 19:43
0
Comentários

Haddad bate em Kassab na oficialização da candidatura e ironiza proibição do sopão

O PT oficializou neste sábado 30 a candidatura de Fernando Haddad à prefeitura de São Paulo. Na convenção, realizada na Câmara de Vereadores, o petista fez críticas mais fortes do que vinha fazendo ao prefeito Gilberto Kassab, aliado do candidato líder nas pesquisas, José Serra (PSDB).

fernando haddad kassab serra

Fernando Haddad não poupou críticas à atual gestão comandada por Gilberto Kassab

“É inaceitável o tratamento que vem sendo dado os ambulantes com deficiências, aos moradores de rua, e também essa onda de violência que acontece na cidade. Considero que todo paulistano tenha ficado muito indignado com a postura da atual administração”, disse Haddad.

O petista também ironizou a justificativa do prefeito para proibir a distribuição do sopão aos sem-teto no centro, assunto que dominou as manchetes sobre a prefeitura durante a semana, por conta da sujeira que faz na ruas e praças. “As crianças sem saneamento básico e o esgoto a céu aberto não incomodam o prefeito. Agora, um prato de sopa para o pobre de rua o incomoda”, declarou.

Haddad também disse não acreditar que São Paulo seja uma cidade de essência conservadora. “Existem forças conservadoras na cidade, mas a população não é assim, pois já elegeu como prefeito um negro (Celso Pitta), uma nordestina (Luiza Erundina) e uma sexóloga (Marta Suplicy).”

Leia mais

Militantes protestam contra a aliança com Maluf

Antes do evento na Câmara Municipal, militantes de correntes minoritárias do PT, O Trabalho e Articulação de Esquerda, distribuíam panfletos contra a aliança do partido com Paulo Maluf. O secretário-geral do PP de São Paulo, vereador Jesse Ribeiro, foi vaiado ao dizer que representava Maluf no evento. Segundo dirigentes do PP, o ex-prefeito não compareceu porque estava na abertura do Festival de Inverno de Campos do Jordão, que frequenta todos os anos.

Coligações

Apesar de ter o apoio do PCdoB na candiatura majoritária (ou seja, de Haddad à prefeitura), o PCdoB lançará chapa própria para vereador. O PT fez a chapa para vereadores com o PSB e o PP. O Partido dos Trabalhadores terá 75 candidatos à câmara; o PSB, 20, e o PP, 15. O PCdoB terá 83 candidatos a vereador. Lideres do partido acreditam que a candidatura do atual vereador Netinho de Paula deva ajudar a legenda a aumentar a sua bancada.

Piero Locatelli, CartaCapital

Recomendados para você

Comentários