Redação Pragmatismo
Compartilhar
Rede Globo 31/Jul/2012 às 20:19
12
Comentários

Ator Caio Blat confessa: 'esquema de distribuição da Globo me deixou enojado'

Caio Blat se diz enojado com a Globo. Tudo leva a crer que as questões a seguir são graves o suficiente para suspensão das outorgas de emissoras infratoras

caio blat enojado globo

Ator Caio Blat disse sentir nojo da Globo. Foto: reprodução

O ator Caio Blat esteve em Suzano em um evento promovido pela prefeitura durante o qual participou de uma roda de conversa com a juventude e contou um pouco da sua trajetória de vida, a experiência no teatro, cinema e televisão.

Sua premiada carreira começou precocemente, primeiro fez comerciais de publicidade aos 8 anos, depois atuou em novelas, só então chegou ao teatro. Quanto aos estudos, preferiu fazer faculdade de direito ao invés de artes cênicas, pois a intenção era a de ampliar sua cultura e conhecimento. Entrou na USP, mas não concluiu o curso.

Cinema não chega aos pobres

Quando foi fazer o filme Bróder morou por um tempo no bairro de Capão Redondo em São Paulo, foi lá que percebeu que o cinema não chega até as pessoas da periferia, o público que atinge é restrito, o motivo a seu ver é porque não existem salas disponíveis nestes lugares, o ingresso é caro e o filme brasileiro fica uma semana em cartaz e sai para dar lugar aos filmes da indústria americana.

Leia mais

Esquema para fazer sucesso

Ele foi produtor de seus últimos filmes, por isso descobriu qual era o esquema da distribuição, e Caio indignado disse “é uma coisa que me deixou enojado, me deixou horrorizado”.

“No cinema a distribuição é predatória, ainda é um monopólio”, disse Caio, “são pouquíssimas empresas distribuidoras e o que elas fazem é absolutamente cruel, elas sugam os filmes, não fazem crescer, sugam para elas, são grandes corporações”.

Ele disse, “ia ao Vídeo Show, no programa do Serginho Groisman e outros. Achava que era um processo natural de divulgação, foi quando descobri que estas coisas são pagas. Quando vou ao programa do Jô fazer uma entrevista isso é considerado merchandising, não é jornalismo”.

Globo faz estas ações de merchandising, inclusive em novelas, e fatura para a Globo Filmes. Comenta Caio, “Ela cobra dela mesma”. Ele notou que este é uma espécie de “kit” para que o filme aconteça e seja exibido em dezenas de salas em todo o Brasil. Se por acaso os produtores não aceitarem esta imposição, a Globo não levará ao ar nada do filme em nenhum de seus veículos, nem no eletrônico, nem no impresso, Caio completa, “Se não fechar com a Globo Filmes, seu filme morreu”

No contrato de distribuição, Caio detalha, fica estabelecido que o primeiro dinheiro a entrar da bilheteria do filme é para pagar a Globo Filmes, “É um adiantamento que estamos fazendo. Olha o que eles estão dizendo! Adiantamento fez quem realizou o filme, investiu muito antes”. Ele pergunta, “O que a Globo faz? Quanto ela gastou para fazer este “investimento”? Nada. O programa deles tem que acontecer todos os dias, eles precisam de gente para ser entrevistada, finaliza sobre este tema.

Jornalismo que é propaganda disfarçada

Sem contar o lado ético, que no capitalismo é apenas retórica, chega-se a primeira conclusão que tudo que é exibido na televisão, uma concessão pública, é propaganda, ora em formato de comercial, ora como merchandising, isto é, dentro do programa e até em estilo jornalístico. Outra conclusão é que a TV gera lucro em outros negócios para seus concessionários que nada tem a ver com a atividade fim da concessão.

Lei limita propaganda

Nas leis, que completam 50 anos, de números 52.795/63, art.67 e 88.067/63, art.1, art 28, 12, D, está escrito o seguinte: Limitar ao máximo de 25% (vinte e cinco por cento) do horário da sua programação diária o tempo destinado à publicidade comercial. Pelo visto, ela claramente não é cumprida na programação que vai ao ar.

Existem também canais que passam promoção de vendas o tempo, neste caso, além da lei citada, também deixam de cumprir o princípio constitucional : Art. 221 – A produção e a programação das emissoras de rádio e televisão atenderão aos seguintes princípios: I – preferência a finalidades educativas, artísticas, culturais e informativas.

Tudo leva a crer que estas questões são graves o suficiente para suspensão das outorgas das emissoras infratoras.

Por isso, e por muitas outras coisas, é preciso que este tema da democracia da mídia seja discutido no país e o Marco Regulatório da Comunicação, após ampla consulta pública, encaminhado o mais rapidamente ao Congresso, sem o qual a Liberdade de Expressão com diversidade e pluralidade continuará seriamente prejudicada.

Victor Zacharias, Democracia na Mídia

Recomendados para você

Comentários

  1. Sylvio Postado em 01/Aug/2012 às 00:34

    pior é depois desse 'choque de realidade" ler isso aqui: http://www.pragmatismopolitico.com.br/2012/08/caio-blat-pede-desculpas-globo.html "O patrão mandou..."

  2. Magnum Postado em 31/Aug/2012 às 19:49

    Quando um homem perde a coragem, ele perdeu a sua vida...

    • Rosa Postado em 23/May/2014 às 16:34

      É de bom tom coloca o nome do autor da frase.

  3. Nando Postado em 08/Dec/2012 às 10:48

    Sejamos generosos com o garoto. Ele já fez um grande serviço com a primeira declaração. Até Galileu teve que se retratar para não ser queimado vivo...

  4. Rogerio Postado em 24/May/2014 às 00:59

    Quem fala a verdade não merce ser castigado.

  5. Pedro Wolner Postado em 25/May/2014 às 17:16

    Dançou, nunca mais vai trabalhar no Globo.

  6. Marcos Marinho Postado em 05/Mar/2016 às 20:17

    Muitos já sabemos dessas coisas por informações transversais. Obrigado por tão importantes dados. Reformular a lei das concessões é mais que urgente.

  7. Minos Adão Filho Postado em 07/Mar/2016 às 01:15

    Eu espero um dia ver o Brasil sem a Globo, isso é a maior praga que ditadura militar deixo para sociedade brasileira, o enriquecimento ilícito da família Marinho tem origem o bolso dos brasileiros, hoje a sociedade deve dar graças a Deus a internet, embora a Globo continue manipulando querendo transformar a sociedade brasileira em zumbis deformados norte-americanizados, ela perdeu muito pra que tinha "76,3%" audiência no horário JN hoje não passa dos 19%, esse grupo da Globo é desleal até com os seus concorrentes, o STB e a Record entraram com um processo contra a Globo porque ela vinha maquiando pesquisas de audiência junto com o IBOPE, eles colocavam, fraudando o numero de audiência em favor da Globo e assim seus comerciais eram mais caros, inclusive isso vigorava na transmissão do horário político que são pagos com verbas do governo federal, por tabela a Globo vem roubando a sociedade brasileira a muito tempo, A Globo é um câncer, representa o maior atraso ao país.

    • Marines De Conto Postado em 28/Jun/2016 às 12:50

      Fora Globo!!!!!

    • Patrick Dalpaz Postado em 05/Jul/2016 às 15:20

      Amém!!!

  8. Marcelo C Silva Postado em 01/Apr/2016 às 23:02

    A GLOBO deveria fazer igual o delegados da POLICIA FEDERAL, ir ate o presidente da CAMARA DOS DEPUTADOS (Investigadissimo na Lava-Jato) e pedir apoio para ter "autonomia funcional, administrativa e financeira. Qua, qua, qua!

  9. Sílvio Postado em 02/Apr/2016 às 16:03

    Esquentem não. O cara tem talento. A Record leva ele..