Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Mulheres violadas 22/Jun/2012 às 15:18
20
Comentários

Marta Suplicy afirma que religiões avançam às custas dos direitos e saúde da mulher

Sem citar o Vaticano, Marta afirmou que as “religiões cada vez mais impositivas estão ganhando espaço às custas da saúde da mulher”. Para ela, o retrocesso nos direitos da mulher, na conferencia, foi “além de todos os limites”.

direitos saúde mulher

Antônio Patriota também lamentou a supressão da expressão “direitos reprodutivos”

A senadora Marta Suplicy (PT-SP) lamentou ontem que a Rio+20 tenha permitido que houvesse uma “grande derrota” das mulheres diante do avanço da pauta das religiões.

Isto porque o texto final da conferência confirmou a substituição da expressão “direitos reprodutivos” pela “saúde reprodutiva”, resultado da pressão do arcebispo Francis Chullikat, representante do Vaticano no evento.

No entendimento da senadora e de representantes do movimento feminista, a redação imposta pelo Vaticano restringe a autonomia da mulher em tomar decisão quanto ao seu próprio corpo, como na gestação ou não de filhos. A questão envolve a discussão sobre a descriminação do aborto, entre outras.

Sem citar o Vaticano, Marta afirmou que as “religiões cada vez mais impositivas estão ganhando espaço às custas da saúde da mulher”. Para ela, o retrocesso nos direitos da mulher, na conferencia, foi “além de todos os limites”.

Leia mais

O chanceler Antônio Patriota também lamentou a supressão da expressão “direitos reprodutivos”. “Meu sentimento é de frustração”, disse. “Eu gostaria que o texto tivesse incluído [a expressão], mas infelizmente há divisões profundas em relação a esse tema”.

Ele afirmou que o Brasil, por ser o anfitrião, teve de ceder às pressões para conseguir um consenso.

Autor: Paulopes

Recomendados para você

Comentários

  1. Ayrton Postado em 22/Jun/2012 às 15:56

    Enquanto isso, no Bananão: Antes de encerrar o encontro com uma oração, Ahmadinejad ainda foi presentado com uma bandeira da UNE, entregue por um representante.

  2. Ayrton Postado em 22/Jun/2012 às 15:58

    Ele odeia judeus, mulheres adúlteras, jornalistas, homossexuais, mas "e daí", né?. Intelectuais de esquerda, professores universitários, lideranças estudantis e políticos de partidos como PSB, PCdoB e PT foram tomar café e puxar o saco do presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad e ainda sairam muito satisfeitos!!!!!!!!!!!!!

  3. Ayrton Postado em 22/Jun/2012 às 16:00

    Agenda esquerdista é PURA MANIPULAÇÃO para enganar trouxas: . "PROGRESSISTAS" chineses processam e mantém preso artista por causa de pornografia: . "21/06/2012 . Ai Weiwei pode ser processado por bigamia e pornografia

  4. Ayrton Postado em 22/Jun/2012 às 16:00

    Silêncio sepulcral dos antiamericanistas xiitas...

  5. Kazu Postado em 22/Jun/2012 às 18:15

    Sim, os demotucanospps odeiam os homossexuais, judeus, nordestinos, enfim os brasileiros tanto é que são pagos pela Fundação Ford, que comprou o FHC com a verba da CIA, desde antes da ditadura militar e é o icone dos vendilhões da direita reacionária do Brasil! Está ganhando bem, hein! Sr. Ayrton, continue espionando em todos os anos das eleições aos seus patrões! A esperança novamente vencerá contra o ódio e o terrorismo!

  6. Ayrton Postado em 22/Jun/2012 às 21:39

    Gostaria que todos os hipócritas RELATIVISTAS do mundo como Lula, Ahmadinejad, FHC, osr Kazu e os integrantes da Fundação Ford fossem todos para os quintos dos infernos, que é, aliás, de onde nunca deveriam ter saído.

  7. Ayrton Postado em 22/Jun/2012 às 21:49

    PS: Chupa, Lugo! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  8. Ayrton Postado em 22/Jun/2012 às 22:27

    PS: Kazu, recordar é viver: "16 de maio de 201o Brasil e o Irã assinaram memorandos relativos à cooperação comercial, troca de tecnologia e colaboração no terreno energético . Lula ressaltou que a abertura de um linha direta de crédito de 1 bilhão de euros a cinco anos entre os países foi o elemento central das negociações, que considerou proveitosas . (...) . Ahmadinejad assegurou que o "Irã e o Brasil estão se transformando nos polos importantes do mundo" e ressaltou que com a ampliação das relações bilaterais "podem ter um papel determinante". "Devemos tirar os obstáculos alfandegários e melhorar nossos sistemas de transporte para potencializar e melhorar o comércio bilateral", concluiu. O balança comercial entre o Irã e o Brasil é cifrada em torno dos US$ 1,5 bilhão, com trocas propícias com o Brasil que exporta, sobretudo, alimentos e maquinário"

  9. Kazu Postado em 23/Jun/2012 às 11:42

    Ayrton = Fundação Ford (nazi-fascismo)!

  10. Kazu Postado em 23/Jun/2012 às 12:49

    Publicado em 23/06/2012 Golpe de Estado em 30 horas. Quem sabe fazer isso ? A resposta a essa pergunta é: a CIA. Stroessner e (Federico) Franco: quem presidirá a Unasul ? A resposta a essa pergunta é: a CIA. O Mauro Santayana, autor de artigo primoroso sobre a queda de Lugo, talvez concorde. Assim foi em Honduras. Assim seria na Venezuela de Chávez, no Equador de Correa e assim será em outros países latino-americanos, onde se pratica a chamada “democracia formal”. Assim pode ser no Brasil, onde a “democracia formal” convive com o PiG (*) e anistia torturadores pela mão do Supremo Tribunal Federal e o Congresso. O Golpe de 30 horas no quadro de uma “democracia formal” pode ser uma nova contribuição da Direita Latino Americana à História Universal. O que espanta na suave saída do Presidente Lugo – ah, que saudades do Brizola ! – foi a singeleza com que cedeu ao Golpe de Estado. Foi como se tivesse sido transferido de paróquia. E elogiar o PiG (*) no momento em que sobe ao cadafalso, francamente. Agora, cabe esperar pelos outros presidentes da Unasul. Vamos ver se eles aceitam ser presididos pelo sucessor de Stroessner. Em tempo: saiu na Carta Maior: LUGO: EXCEÇÃO OU O GOLPISMO LATEJA NA AL? O Senado paraguaio concluiu nesta sexta-feira o enredo do golpe iniciado no dia anterior e aprovou, por 39 votos a favor e quatro contra, o impeachment do presidente da República, Fernando Lugo. De olho nas eleições de abril de 2013, a oligarquia, a Igreja e a mídia (…)queriam a destituição do ex-bispo eleito em 2008, cuja base de apoio é maior no interior (40% da população vive no campo), sendo porém pouco organizada e pobre (30% está abaixo da linha da pobreza). A pressa evidenciada no rito sumário da votação, questionável até do ponto de vista jurídico, tinha como objetivo impedir a mobilização desses contingentes dispersos, pouco contemplados por um Estado fraco e acossado por interesses poderosos. O torniquete histórico que levou à destituição de Lugo ainda expressa a realidade estrutural de boa parte da América Latina. Paulo Henrique Amorim (*) Em nenhuma democracia séria do mundo, jornais conservadores, de baixa qualidade técnica e até sensacionalistas, e uma única rede de televisão têm a importância que têm no Brasil. Eles se transformaram num partido político – o PiG, Partido da Imprensa Golpista.

  11. Ayrton Postado em 24/Jun/2012 às 13:03

    "24/06/2012 . 'Brasiguaios' comemoram a mudança no governo do Paraguai . G1 visitou fazendas em Santa Rosa del Monday e Santa Rita, no Paraguai. Agricultores acreditam que conflitos com campesinos serão amenizados . “Nós estamos muito felizes. Isso é um avanço para a nossa agricultura”, . “foi a melhor coisa que podia ter acontecido ao Paraguai". "Neste ano vamos avançar, estamos muito confiantes quanto a isso” . “Olha, a maioria do pessoal aqui não conhece o novo presidente, mas, pela situação em que estavámos, pior não vamos ficar. Acreditamos que tudo vai melhorar muito"

  12. Ayrton Postado em 24/Jun/2012 às 13:04

    Depois de defender que o assassinato do prefeito de Santo André ( e de seis testemunhas) foi(ram) "crime(s) comum(ns)", o senhor Paulo Moreira leite, editor da revista "DIREITISTA" Época diz que houve golpe no Paraguai. Como é que pode a Globo ainda ser considerada "PIG"??? . Contrabando ideológico do Paraguai

  13. Ayrton Postado em 24/Jun/2012 às 13:05

    Mauro Santayana, profissão: DESINFORMANTE Ninguém mais lê essa merda!, Tanure e os seus comunas do JB tem mais é que se f. mesmo! Vejam o currículum de Mauro Santayana que tem uma coluna diária, de meia página, sempre destacada logo na página 2, no Jornal do Brasil: "Foi exilado, em 1964, quando estava em missão diplomática no Paraguai, trabalhando com o embaixador Mário Palmério. Nos dez anos de exílio, viveu no Uruguai, México, CUBA. Em Praga, TCHECOSLOVÁQUIA, 1968 – 1970, e em Bonn, Alemanha, 1970 – 1973, foi correspondente do "Jornal do Brasil". Foi chefe de reportagem do "Diário de Minas", 1955 – 1958, (BH), secretário de redação da "Última Hora", 1959, (RJ), comentarista econômico da "Revista Panorama Econômico Latino-Americano", 1965, Cuba, CHEFE DAS EMISSÕES EM PORTUGUÊS DA "RÁDIO HAVANA", 1966, comentarista político da "RÁDIO PRAGA", 1968 – 1970..."

  14. Ayrton Postado em 24/Jun/2012 às 13:08

    O que penso da imprensa chpa-branca e do tal "PIG": . Demonstrando a farsa de PHA: 1- Todos sabem que dentro de todos os grandes veículos de comunicação existem jornalistas de diferentes matizes ideológicas; não existe e nem nunca existiu tal unanimidade insinuada por Amorim. Por exemplo: - O JB publicava as opiniões de: Jarbas Passarinho, OdeC, Augusto Nunes, José Dirceu, Mauro Santayana etc. - As organizações GLOBO deram voz a: Paulo Henrique Amorim, Luiz Carlos Azenha, L.F. Veríssimo, Frei Betto, Merval Pereira, William Waack, OdeC, Franklin Martins, Tereza Cruvinel, FHC, Mercadante etc - A Folha de São Paulo deu espaço a: OdeC, Eliane Cantanhêde, Clóvis Rossi, Gilberto Dimenstein, Kennedy Alencar, Luis Nassif etc. - A revista VEJA deu emprego a: Paulo Henrique Amorim, Mino Carta, Diogo Mainardi, Reinaldo Azevedo, André Petry, Augusto Nunes, Mailson da Nóbrega etc Portanto: -Tentar nos fazer acreditar que todos esses caras tem a mesma orientação política é dose. - Tentar nos fazer crer que esses profissionais eram "paus mandados" dos donos é uma MENTIRA, como afirma ninguém menos do que Franklin Martins: "Podem não acreditar, mas eu nunca fui censurado na Globo. Claro, eu sei onde piso" (Franklin Martins

  15. Ayrton Postado em 24/Jun/2012 às 13:10

    O que penso da imprensa chapa-branca e do tal “PIG” (continuação): Também temos que lembrar que FHC e José Serra (que teriam sidos "favorecidos" pela "Grande Mídia") nunca foram de direita, e que não fosse as reportagens da VEJA (notadamente a entrevista com Pedro Collor), dificilmente as falcatruas teriam sido descobertas e, muito provavelmente, Collor não teria caído. A mesma revista VEJA, que sempre se pautou por combater a corrupção e a ilegalidade, já elogiou, por diversas vezes (talvez até demais!), o governo Lula - como por exemplo, o então ministro da Fazenda Antônio Palocci (antes deste quebrar sigilo de caseiro, é claro). 2 - Como demonstrado, o PHA também já trabalhou para o "PIG", mas diz que jamais mancharia a sua integridade, publicando mentiras a mando da direção: de uma revista, de um jornal ou de uma TV - o que já demonstra que tinha liberdade editorial. Como é que pode? Ou o PHA mentiu, omitiu, fraudou, deformou informações, ou está mentindo agora, uma vez que sempre teve liberdade total de opinião enquanto trabalhou nesses mesmos meios de comunicação

  16. Ayrton Postado em 24/Jun/2012 às 13:15

    SOCIALISMO = NAZISMO (1) [Não posso postar link aqui, mas é só usar o Google] . O testemunho de Hilferding Por Alceu Garcia 17 de março de 2002 Quando eu era criança, acreditava em Papai Noel. Quando adolescente, eu podia jurar que o nazismo e o fascismo foram movimentos reacionários patrocinados e dirigidos pela alta burguesia em sua luta abjeta contra o heróico proletariado e sua zelosa vanguarda de intelectuais. Porém, na medida em que me debrucei sobre o assunto com um mínimo de objetividade e isenção, essa sólida convicção foi se dissolvendo. Como negar que Mussolini foi um destacado e virulento socialista marxista na Itália de antes da Primeira Guerra, elogiado até por Lenin? O programa político do Partido Nazista - aliás Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães - poderia ser subscrito tranquilamente pelo nosso PT, se omitidas as menções aos judeus, sem que ninguém notasse nada de estranho. Ademais, ambos os movimentos tiveram amplo apoio popular, mas do que o comunismo. Havia algo de profundamente errado na teoria que eu aprendera da propaganda esquerdista dominante. . (...)"

  17. Ayrton Postado em 24/Jun/2012 às 13:16

    NAZISMO = SOCIALISMO (2) Mentira temível . O protesto do governo russo contra a equiparação moral de nazismo e comunismo condensa uma das falsificações históricas mais temíveis de todos os tempos. Temível pelas dimensões da mentira que engloba e duplamente temível pela credulidade fácil com que é acolhida, em geral, pelos não-comunistas e mesmo anticomunistas. . (...) . (1) O fascismo nasceu como simples dissidência interna do movimento socialista e não como reação externa. Sua origem está, comprovadamente, na decepção dos socialistas europeus com a adesão do proletariado das várias nações ao apelo patriótico da propaganda belicista na guerra de 1914. Fundados na idéia de que a solidariedade econômica de classe era um laço mais profundo e mais sólido do que as identidades nacionais – alegadamente invenções artificiosas da burguesia para camuflar seus interesses econômicos –, Lênin e seus companheiros de partido acreditavam que, na eventualidade de uma guerra européia, os proletários convocados às trincheiras se levantariam em massa contra seus respectivos governos e transformariam a guerra num levante geral socialista. Isso foi exatamente o contrário do que aconteceu. Por toda parte o proletariado aderiu entusiasticamente ao apelo do nacionalismo belicoso, ao qual não permaneceram imunes nem mesmo alguns dos mais destacados líderes socialistas da França e da Alemanha. Ao término da guerra, era natural que o mito leninista da solidariedade de classe fosse submetido a análises críticas dissolventes e que o conceito de “nação” fosse revalorizado como símbolo unificador da luta socialista. Daí a grande divisão do movimento revolucionário: uma parte manteve-se fiel à bandeira internacionalista, obrigando-se a complexas ginásticas mentais para conciliá-la com o nacionalismo soviético, enquanto a outra parte preferiu simplesmente criar uma nova fórmula de luta revolucionária – o socialismo nacionalista, ou nacional-socialismo. Não deixa de ser significativo que, na origem do "socialismo alemão" – como na década de 30 era universalmente chamado –, a dose maior de contribuições financeiras para o partido de Hitler viesse justamente da militância proletária (v. James Pool “Who Financed Hitler: The Secret Funding of Hitler's Rise to Power, 1919-1933”, New York, Simon & Schuster, 1997). Para uma agremiação que mais tarde os comunistas alegariam ser puro instrumento de classe da burguesia, isso teria sido um começo bem paradoxal, se essa explicação oficial soviética da origem do nazismo não fosse, como de fato foi e é, apenas um engodo publicitário para camuflar ex post facto a responsabilidade de Stalin pelo fortalecimento do regime nazista na Alemanha. . (...)"

  18. Ayrton Postado em 24/Jun/2012 às 13:17

    SOCIALISMO = NAZISMO (3) "Uma das principais semelhanças entre nazi-fascimo e socialismo é que ambos buscam um Estado totalitário e defendem o socialismo, no livro Der Nationalsozialismus encontramos a seguinte afirmação “nós somos socialistas e inimigos mortais do atual sistema econômico capitalista”. Mais uma vez em divergência com as ideias da direita, Gobbels afirma no livro Kampf um Berlin (p. 19) que o movimento nacional-socialista tem um só mestre: o marxismo. Outro fator que associa os nacional-socialistas com o socialismo é o próprio nome do partido nazista, que traduzido do alemão é Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães. Podemos concluir que nazi-fascistas são de esquerda: diferem dos outros por serem nacional-socialistas, enquanto o socialismo marxista é internacional-socialista. Este último deseja um único Estado, como foi na URSS. Porém, tanto nacional-socialistas e internacional-socialistas defendem um Estado forte, centralizador e gestor de tudo. Inclusive a máxima mais conhecida de Benito Mussolini é: “tudo dentro do Estado, nada contra o Estado, nada fora do Estado”. Uma oposição total a todos os ideias liberais e libertários. . O economista Ludwig Von Mises (um dos maiores nomes do liberalismo no séc. XX) escreveu em 1944 o livro Omnipotent Government, onde ele explica o crescimento da idolatria ao estado que levou ao nacional-socialismo na Alemanha. Em uma parte do livro, Mises explica algo que os nacional-socialistas pegaram emprestado do marxismo: o polilogismo. Até a metade do século XIX, ninguém contestava o fato de que a estrutura lógica da mente é comum a todos os seres humanos. “Todas as inter-relações humanas são baseadas na premissa de uma estrutura lógica uniforme”, diz Mises. Podemos nos comunicar justamente porque apelamos a algo comum a todos: a estrutura lógica da razão. Von Mises foi uma das primeiras pessoas a apontar que o nacional-socialismo tem ligações com o marxismo e é uma política de esquerda, ligações estas também demonstradas por Hayek."

  19. Ayrton Postado em 24/Jun/2012 às 13:20

    SOCIALISMO = NAZISMO (4) Por que o Nazismo era Socialismo e por que o Socialismo é Totalitário por George Reisman, segunda-feira, 19 de maio de 2008 . A caracterização da Alemanha Nazista como um estado socialista foi uma das grandes contribuições de Ludwig von Mises. . A base do argumento de que a Alemanha Nazista era capitalista é o fato de que a maioria das industrias foram aparentemente deixadas em mãos privadas. O que Mises identificou foi que a propriedade privada dos meios de produção existia apenas nominalmente sob o regime Nazista, e que o verdadeiro conteúdo da propriedade dos meios de produção residia no governo alemão. Pois era o governo alemão e não o proprietário privado nominal quem decidia o que deveria ser produzido, em qual quantidade, por quais métodos, e a quem seria distribuído, bem como quais preços seriam cobrados e quais salários seriam pagos, e quais dividendos ou outras rendas seria permitido ao proprietário privado nominal receber. A posição do que se alega terem sido proprietários privados era reduzida essencialmente à função de pensionistas do governo, como Mises demonstrou. . (...)"

  20. Kazu Postado em 25/Jun/2012 às 11:23

    Parabéns por assumir os pensamentos think-tank capitalista( Instituto Millenium no Brasil) e totalitário. Na imprensa ninguém é isento ou independente, todos tem a sua própria posição politica. Mas não vou perder mais o meu tempo com os teleguiados, só queria especular para ver a sua tendencia. Procure descobrir o que é o think-tank (Insituto Ollin, Fundação França, etc.), o caixinha de pensamento.