Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Racismo não 02/May/2012 às 15:31
13
Comentários

Racismo: Professor universitário diz que mulher deveria 'cuidar de orangotangos na África'

Polícia do DF investiga denúncia de racismo contra atendente de cinema. Homem disse que ela ‘deveria estar na África, cuidando de orangotangos’. Delegado que apura o caso afirma que suspeito é doutor em psicanálise e professor universitário. Abaixo, assista também a reportagem do caso em vídeo.

everton racismo cinema brasília crime

Imagem: Everton Otacílio, acusado de racismo

A Polícia Civil do Distrito Federal investiga a denúncia de discriminação racial a uma funcionária de um cinema na Asa Norte, na tarde de domingo (28). Marina Serafim dos Reis, de 25 anos, ouviu de um cliente que “não deveria estar lidando com gente, deveria estar na África, cuidando de orangotangos.”

A afirmação foi feita após o cliente se irritar com a demora da fila para a compra de ingressos para o cinema.

Marina, que trabalha na bilheteria, afirma que ele chegou atrasado para a sessão das 15h e queria passar na frente das outras pessoas.

Após os insultos, clientes e funcionários do estabelecimento comercial chamaram os seguranças, mas o homem conseguiu fugir.

De acordo com o delegado que investiga o caso, Ailton Rodrigues de Oliveira, da 5ª DP, o homem já foi identificado com auxílio das imagens das câmeras de segurança.

Leia mais

Oliveira disse ainda que o suspeito é um professor universitário que já tem uma passagem por crime de racismo.

Ainda segundo o delegado, a ofensa a um pessoa levando em conta a etnia ou raça configura crime de injúria discriminatória, com pena que varia entre um e três anos de prisão.

Vídeo:

Agências

Recomendados para você

Comentários

  1. Delza Maria Postado em 03/May/2012 às 09:44

    CANA, não tem Conversa !

  2. aline Postado em 03/May/2012 às 09:46

    tem que ir para cadeia mesmo

  3. mucio Postado em 03/May/2012 às 11:44

    E o pior é que ele demonstrou uma total ignorância sobre o habitat dos orangotangos. Os mesmos vivem na Oceania e não na África, nos arquipélagos de Sumatra e Bornéu! Cadeia por dois motivos: racismo com a moça e ignorância e desrespeito à condição dos orangotangos.

  4. jessica de oliveira Postado em 04/May/2012 às 10:27

    o pior é que ele vai pagar fiança ou responder em liberdAde a punição que ele merece não vai ter

    • Gleidson Postado em 18/Sep/2013 às 15:35

      Hoje são 18/09/2013... Ele foi absolvido... E o pior, não me surpreendo nem um pouco pelo fato de você ter profetizado isso com antecedência...

  5. Adonel Postado em 04/May/2012 às 13:52

    Infelizmente não vai acontecer nada com um idiota daquele, ohh seu Ignorante (Orangotango o Pongo Pygmaeus) não é de origem africana, ja imaginou a humulhação que passam quem trabalha para um indivíduo desse, mas tenho esperança que a justiça um dia funciona para todos.

  6. Fábio Postado em 04/May/2012 às 21:55

    Ainda o imbecil é doutor em psicanálise, que exemplo de profissionalismo desse Sr. Acho ele esta precisando de um tratamento...

  7. Henrique Postado em 05/May/2012 às 00:52

    Ódio racial não é humano e tampouco animal. É uma coisa qualquer sem significado. Classificá-lo como? Idiotice, ignorância, burrice, ruindade, mau-caráter, sangue-ruim, .... Não há como classificá-lo ou explicá-lo! Se o “professor(?)” universitário se acha inteligente ou coisa parecida, ele demonstra uma brutal burrice. Raça e inteligência não têm nada a ver um com o outro. Não há comprovação científica para a “BURRA” superioridade branca, porque: 1. A ÚNICA coisa que pessoas da mesma cor de pele compartilham é a cor da pele. 2. Não há, não existe, não tem , “o” gene da inteligência. Obsv.: - a formação da capacidade intelectual é a interferência de milhares de genes, ou seja, a “grosso modo”, se você quer criar receptores nervosos bons você cria com coisas boas, é como o viciado que possui uma enormidade de receptores que só reconhecem o vício; - o professor(?) universitário deve ter só receptores RUIN E BURROS. - um negro africano pode ser geneticamente mais parecido com um branco norueguês do que com seu vizinho que é negro; ... É lamentável o lamentável professor(?)!

  8. Henrique Postado em 06/May/2012 às 22:10

    O problema não é o domínio desse ou daquele idioma, ser ou não catedrático, doutor ou phd, etc..., mas, sim, a falha permanente de caráter , independentemente de suas formações e arroubos intelectuais. Caráter não precisa de diploma, mas é 'documento' que falta há muitos que, em sua arrogância, se acham 'onipotentes/onideuses'

  9. Paulo Henrique Luvisoto Postado em 11/May/2012 às 08:31

    Olha a cara do sujeito!! Até parece o Pinguim, do Batman kkkkk Sujeitinho ridículo. E ainda vai zombar da moça??? Coitado, não deve ter espelho em casa.

  10. Gabriel Lungatto Postado em 08/Nov/2012 às 09:32

    Eu acho que o homem tinha que aguardar fila na dele e não sair chincando a mulher da bilheteria.Se eu fosse ela tinha ligado para a policia na hora! Grato.

  11. victor Postado em 10/Jul/2013 às 15:33

    Lugar de racista é na cadeia, e que seja esse o destino desse infeliz

  12. osana maria Postado em 09/Nov/2013 às 17:28

    eu acho um absudo que esse rapaz fez falta de carater ....