Luis Soares
Colunista
Homofobia 16/Apr/2012 às 21:53
4
Comentários

Artistas declaram apoio ao casamento civil entre pessoas do mesmo sexo

Além do vídeo divulgado, assinaram abaixo-assinado com apoio ao casamento civil igualitário, entre outros, nomes como Caetano Veloso, Chico Buarque, Marisa Monte, Alcione, Sônia Braga e Cauã Raymond.

casamento civil igualitário gaysPostado há quatro dias, o vídeo de lançamento da campanha pelo casamento igualitário no Brasil está prestes a atingir, nesta segunda-feira 16, a marca de dez mil acessos.

O vídeo é o pontapé inicial da conscientização para a proposta de emenda constitucional a ser encaminhada pelo deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) à Câmara dos Deputados. O texto prevê o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Recentemente, o Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceu a união estável entre gays. No entanto, o reconhecimento dos direitos da união civil é conquistado apenas por meio da Justiça. O casamento civil seria uma forma de reconhecer esses direitos no ato da união – o que seria bem menos desgastante para os parceiros.

Leia mais

O vídeo traz depoimentos de nomes como os das atrizes Arlete Salles e Gutta Stresser (A Grande Família), o ator Serjão Loroza e os cantores Ivan Lins, Preta Gil e Ney Matogrosso.

O casal Cláudio Lins e Alexandra di Calafiori, grávida, também gravaram depoimento.

O vídeo tem trechos citados da Declaração Universal dos Direitos Humanos e motes como “Eu defendo a família. Todas as famílias” e “Os mesmos direitos, com os mesmos nomes”.

Outras personalidades, como Sandra de Sá, Rita Ribeiro, Luiz Carlos Lacerda e Zélia Duncan – que gravou um vídeo à parte.

No evento de lançamento da campanha foi lido um abaixo-assinado com o apoio, entre outros, de Caetano Veloso, Chico Buarque, Marisa Monte, Alcione, Sônia Braga e Cauã Raymond.

Leia mais no site oficial da campanha: http://casamentociviligualitario.com.br/

Posts relacionados

Comentários

  1. Henrique Postado em 17/Apr/2012 às 12:40

    A minha homenagem à liberdade de expressão e à tolerância: http://youtu.be/qi9o23kN1us. ... Neste vídeo musical há ensinamentos fortes, em trechos da música, que significa muito este apoio que os artista estão criando: "Liberdade no estilo, eu to aqui pra me expressar Enterrando o preconceito, revendo nosso conceito Século XXI só a gente pode mudar Prevalece o sentimento, elevar o pensamento Não peço pra conviver, quero pedir pra respeitar" ... É isso aí: "Século XXI só a gente pode mudar"

  2. Luiza Postado em 23/Apr/2012 às 08:56

    Toda essa gente deveria ser tão incisiva, no mesmo grau, para apoiar as manifestações contra a corrupção que impera por todo País; afinal, é no nosso bolso que eles metem a mão grande. Até agora, não vi nenhum artista levantar essa bandeira que atinge toda população brasileira: ou, será que uma minoria se acha mais importante e quer superar a totalidade?

  3. Camila Postado em 13/Jul/2012 às 12:36

    Luiza, Isso, inclusive "metem a mão grande" no bolso de todos os homossexuais, que são pessoas de carne e osso e pagam os mesmos impostos que você paga, mas não tem os mesmos direitos que você tem. Legal né? Por isso que você não tem outras preocupações, além da corrupção no país. Afinal, você pode manifestar livremente seu afeto em público, pode se casar e ter todos os direitos matrimoniais, pode ter filhos, nem nunca será chacota em lugar algum. Pode ser que um dia você tenha um filho gay, ou então deficiente físico / mental, daí quem sabe você repense tudo isso que está dizendo. Vamos ver se você vai continuar achando que "a minoria quer superar a totalidade". Parabéns! Bom pra você. Essas "minorias" são questões SOCIAIS, que você gostando ou não, envolvem a todos. Isso que só estamos falando dos gays, porém existem "os outros": cadeirantes, deficientes, negros, gordos, feios, pobres...todos os que são alvo de gente "perfeita como você". E atenção, as eleições estão aí, vê se vota consciente e acompanha seu candidato para ver se ele não tá metendo a mão no dinheiro que é de todos.

  4. Carol Postado em 18/Sep/2012 às 15:16

    Camila, falou tudo! Concordo 100%!

O e-mail não será publicado.