Luis Soares
Colunista
Corrupção 30/Mar/2012 às 16:13
0
Comentários

Jornal divulga gravações que revelam subserviência de Demóstenes à Cachoeira

Senador Demóstenes Torres já é um cadáver político. Diálogos gravados pela justiça e divulgados pelo Jornal O Globo revelam o zelo com que dedicou seu mandato a servir aos interesses do criminoso Carlinhos Cachoeira

Demóstenes Cachoeira PF gravaçõesA ameaça de cassação do mandato de Demóstenes Torres, a partir da investigação aberta pelo Procurador-Geral da República, Roberto Gurgel, ganhou corpo.

Confira alguns trechos das gravações da PF:

01/04/2009

Demóstenes Torres conversa com Carlos Cachoeira sobre negócios na Infraero e falam de encontro do ex-presidente da estatal com Dadá, Idalberto Matias (ex-sargento da FAB que faz arapongagem).

Demóstenes – Seguinte, recebi um bilhete aqui do Eurípedes. Teve hoje aqui para tratar com o negócio e encontrou com o Dadá com o ex-presidente da Infraero José Carlos Pereira, que não resolve nada. Eles estão atrás daquele trem para ver se anda. Você podia cobrar do Dadá para ver se anda ou se não anda (…)

Cachoeira – O Dadá é o seguinte: tem umas pessoas que ele não larga de jeito nenhum. E essse b. desse ex-presidente da Infraero…

04/04/2009

Demóstenes ainda tratando de negócio na Infraero com Cachoeira

Demóstenes – O negócio da Infraero, conversei com a pessoa que teve lá. Disse o seguinte: o nosso amigo marcou um encontro com ele em uma padaria, não sei o que. E levou o ex-presidente, cê entendeu? E que aí o trem lá não andou nada. Eles nem sabem o que tá acontecendo. Falaram que eu não falei com o presidente sobre o assunto. Eu falei: ´não, mas eu falei ué´. Aí o que eles querem? Que eu volte lá. Quer dizer. O trem lá não andou porra nenhuma, cê entendeu?

Cachoeira – Mas tem que ser você mesmo. Você que precisava ligar para ele (…) Essa ai da padaria eu não sabia não.

06/04/2099

Demóstenes atende pedido de Cachoeira para ir falar com desembargador Alan Sebastião de Sena, do TJ de Goiás.

Demóstenes – Fala Professor. Acabei de chegar lá do desembargador. O homem disse que vai olhar o negócio e tal. Disse que um deles já tinha estado lá com ele viu? (…) Tem tudo para seguir esse caminho aí. Condenar o delegado e absolver os outros. Vai depender das provas. Se a prova for desse jeito que eu falei e tal, o outro vai também…

Cachoeira – Ele vai julgar rápido?

Demóstenes – Vai julgar rápido. Mandou pegar o papel. Já pegou o negócio lá. Diz que vai fazer o mais rápido possível.

22/04/2009

Demóstenes e Cachoeira falam de tramitação de projeto que criminaliza o jogo ilegal, mas também legaliza as loterias estaduais.

Cachoeira – (…) Anota uma lei aí. Você podia dar uma olhada. Ela tá na Câmara. 7228 2002. PL. (projeto de lei)

Demóstenes – PL 7228. De que ano?

Cachoeira – 2002. Do Maguito Vilela.

Demóstenes – OK. Fala sobre o que?

Cachoeira – Sobre aquele assunto que eu toquei com você aí. Essa aí acho que está em estado bem adiantado. Dá uma olhada aí.

Demóstenes – Vou levantar agora e depois te ligo ai.

24/04/2009

Demóstenes volta a falar do projeto de interesse de Cachoeira.

Cachoeira – (…) Escuta. Aquele negócio que eu pedi para você olhar lá. Já checaram lá? Aquela lei do Maguito?

Demóstenes – Já checaram lá. Ela está na Câmara (…)

Cachoeira – Pois é, você tinha que trabalhar isso aí com o Michel (Temer), né? Pra por em votação. Isso aí seria interessantíssimo né (…)

Demóstenes – (…) É lá isso pode passar por votação simbólica. Como passou no Senado. Se foi modificado, volta para o Senado, você entendeu? (…) Tem que pegar aquele pessoal que está trabalhando no negócio e verificar se o texto te agrada e também se satisfaz aquele presidente lá do negócio, porque senão ele consegue barrar lá. Então trabalha nesse negócio para gente ver como é que faz. Eu vou lá e consigo pautar.

Cachoeira – Ah excelente então. Vamos falar então. Obrigado Doutor.

29/04/2009

Demóstenes e Cachoeira ainda discutem o projeto e o senador alerta para problemas para a atividade do contraventor, mas ele diz que não há problema algum.

Cachoeira – Oi, Doutor

Demóstenes – Fala Professor. Eu peguei o texto ontem da lei para analisar. É aquela que transforma contravenção em crime. Que importância tem a aprovação disso?

Cachoeira – É bom demais, mas aí também regulamenta as estaduais.

Demóstenes – Regulamenta não. Vou mandar o texto procê. O que tá aprovado lá é o seguinte: “transforma em crime qualquer jogo que não tenha autorização”. Então inclusive te pega né? Então vou mandar o texto pra você. Se você quiser votar, tudo bem, eu vou atrás. Agora a única coisa que tem é criminalização, transforma de contravenção em crime, não regulariza nada.

Cachoeira – Não, regulariza sim, uai. Tem a 4-A e a 4-B. Foi votada na Comissão de Constituição e Justiça.

Leia mais

(…)

Demóstenes – Tudo bem, mas e para depois, para regulamentar? Que aí são duas etapas, em vez de uma só. Vou fazer o que você quer, mas isso aí para mim não regulamenta nada.

12/05/2009

Demóstenes avisa Cachoeira que vai ter que demitir dois servidores fantasmas, mas depois os recontratará.

Demóstenes – Fala Professor… Ó, é o seguinte: tem uma notícia ruim. Tem que demitir aqui. É a Kênia. E o outro rapaz lá. Tão aqui nos gabinetes procurando servidores fantasmas. Você entendeu ? Então, para evitar problema, no futuro a gente volta a resolver isso aí, falou?

Cachoeira – Tá bom.

Demóstenes – Caça às bruxas aqui. Mas daqui a uns dois, três meses a coisa aquieta e a gente retorna, falou?

Cachoeira – Ok, Doutor.

22/06/2009

Demóstenes pede avião fretado para Cachoeira. Pede para o contraventor pagar a conta. Cachoeira aproveita para pedir para senador voltar a falar com magistrado em Goiás.

Demóstenes – (…) por falar nisso tem que pagar aquele trem do Voar. Do Voar não, da Sete né?

Cachoeira – Tá, tu me fala aí. Eu falo com o, com o Vilnei. Quanto foi lá?

Demóstenes – Quanto foi? Três mil.

Cachoeira – Tá eu passo pro Nilo. Deixa eu te falar. Aquele negócio tá concluso aí, aquele negócio do desembargador Alan, você lembra? A procuradora entregou aí para ele. Podia dar uma olhada com ele. Você podia dar um pulinho lá para mim?

Demóstenes – Mesma situação daquele rapaz?

Cachoeira – Ele tá concluso já pro Alan.

(…)

Demóstenes – Tá tranquilo. Eu faço.

Com Agências

Posts relacionados

Comentários

O e-mail não será publicado.