Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Homofobia 21/Mar/2012 às 17:47
2
Comentários

Casal homossexual apanha de seis homens com facas e pedaços de madeira

Uma das vítimas sofreu dois cortes na cabeça. Estação de ônibus estava cheia de passageiros, mas ninguém demonstrou intenção de ajudá-los. Após passar por três unidades policiais, casal registrou o caso na 11ª DP.

casal homossexual homofobia bahiaUm casal homossexual foi agredido por seis homens na estação de ônibus de Pirajá, em Salvador. O local, normalmente, é bastante movimentado no horário em que a agressão ocorreu, mesmo nos finais de semana.

Uma das vítimas sofreu dois cortes na cabeça. O rapaz foi socorrido por uma equipe do Samu e encaminhado para um posto de emergência no bairro de Pau da Lima, onde recebeu cerca de dez pontos.

Segundo relato das vítimas, que preferem não ser identificadas, eles retornavam de uma festa no bairro do Rio Vermelho e ao descer do ônibus na Estação Pirajá, um dos rapazes encostou a cabeça no ombro do namorado. Nesse momento, os seis suspeitos apareceram carregando pedaços de madeira e facas.

Leia mais

Segundo uma das vítimas, o casal começou a correr, mas acabou sendo alcançado pelos agressores que deram dois golpes nas costas de um dos rapazes. Ele caiu e foi atingido com outros golpes na cabeça, o que resultou em dois cortes profundos. “Eu tive medo e fiquei sem entender o motivo daquela agressão”, relatou a vítima que teve o ferimento na cabeça.

O rapaz ainda relata que os suspeitos gritavam insultos ao casal de homossexuais como: “Bate nesses viadinhos. Bate nesses gays mauricinhos”. As vítimas afirmam que no momento agressão a estação de ônibus estava cheia de passageiros, mas ninguém demonstrou intenção de ajudá-los. “Não sei se as pessoas não fizeram nada porque eles estavam com armas ou se foi porque nós somos gays. Mas ninguém fez nada”, afirmou um dos rapazes.

Após a agressão, uma patrulha da Polícia Militar esteve no local e acionou uma equipe do Samu, já que, segundo as vítimas, os policiais informaram que não poderiam conduzi-los para uma unidade hospitalar. De acordo com a vítima que teve o corte na cabeça, ele aguardou cerca de uma hora até que o socorro chegasse.

Após passar por três delegacias de Salvador, nos bairros de Cajazeiras, São Caetano e Pau da Lima, o casal conseguiu registrar um boletim de ocorrência (BO), na 11ª Delegacia de Polícia, localizada no bairro de Tancredo Neves, área um pouco distante de onde o crime ocorreu. A unidade policial informou que o caso foi registrado na delegacia como lesão corporal. “Espero que algo seja feito pela polícia, que o crime não fique impune“, disse uma das vítimas.

Agências

Recomendados para você

Comentários

  1. wanderleiwan. Postado em 15/May/2012 às 21:07

    um mal pior tambem alcançará os filhos do demonio, agressores

  2. daniel viegas de oliveira Postado em 20/Jun/2013 às 01:34

    Que absurdo, Brasil ultimamente, só aparece na midia em manchete de discriminação, estupros, corrupção, atrasos nas obras da copa do mundo, fanatismo religioso, fanatismo politico, fanatismo esportivo e machismo. Ai meu Deus que vergonha de ser brasileiro nestas horas.