Luis Soares
Colunista
Tráfico de drogas 12/Jan/2012 às 03:15
14
Comentários

Cracolândia - Policial pediu para menina abrir a boca antes de atirar

‘Eu não saí da rua, o PM atirou’, diz jovem atingida por tiro de borracha na Cracolândia

Jovem cracolândia PM

Jovem cracolândia PM

Desde que começou a viver na Cracolândia, no centro de São Paulo, há quatro meses, é a primeira vez que B., de 17 anos, fica sem usar crack. Ela não parou porque quis, mas por causa do ferimento na boca, que torna quase impossível a tarefa de fumar o cachimbo.

O machucado, segundo ela, foi causado por um tiro de borracha dado propositalmente por um policial militar.

Leia também

A jovem conta que na sexta-feira (6) estava sentada na calçada na rua Dino Bueno, quando policiais militares mandaram que ela levantasse.

- Eu não saí da rua, o PM atirou.

Antes do disparo, o policial teria mandado ainda que ela abrisse a boca. Na tarde desta segunda-feira (9), a jovem tinha bastante dificuldade para falar. Apesar de ter sido atendida em um posto de saúde e receber assistência do grupo religioso Cristolândia, a jovem reclama da dor causada pelo ferimento. A situação era agravada ainda pelos sintomas de abstinência.

- Não estamos mais conseguindo achar drogas.

B. diz morar em Diadema, na Grande São Paulo, mas há muito tempo não tem contato com a família.

- Minha mãe não sabe onde estou.

Leia mais

O caso foi registrado no 1º DP (Sé). Em nota, a PM informou que foi usada munição porque usuários de entorpecentes estavam bloqueando o trânsito. “Houve a necessidade da utilização da munição de elastômero”, diz o comunicado. A PM também convidou a adolescente a comparecer ao Comando de Policiamento 1, na Liberdade, para registrar a ocorrência.

R7

Posts relacionados

Comentários

  1. dandanjr Postado em 19/Jan/2012 às 16:46

    cade os direitos humanos

  2. la viea mon avis Postado em 22/Jan/2012 às 21:31

    ...é só violencia

  3. Igor Postado em 23/Feb/2012 às 12:23

    Fora PM do mundo! A instituição mais atrasada de São Paulo, de longe.

  4. Tiago Gevaerd Farah Postado em 01/Mar/2012 às 14:24

    O dia que a PM aprender a respeitar um civil, fiquem em casa, pois cairá uma tempestade. Claro, eu conheço policiais militares sérios.

  5. PM Postado em 02/Mar/2012 às 01:47

    Tá bom Igor, "Fora PM do mundo!", quando você precisar dela, faça um favor a si mesmo, liga para o BATMAN!! HIPÓCRITA!!!

  6. Osmar T POA Postado em 04/Mar/2012 às 01:37

    Não sou PM e nem seria mas ess IGOR perdeu uma oportunidade de não escrevver bobagem! Esse tipo do Igor, "boyzinho anarquista contra o mundo" é que desvia o foco de assunto sério!

  7. Eddie Postado em 04/Mar/2012 às 14:19

    Caros PM e Osmar. Tem que acabar com a PM mesmo. No mundo (civilizado) inteiro a polícia é um orgão civil. Aqui nós somos protegidos por uma polícia militaróide que ameaça mais do que protege. Tem que acabar com essa polícia feita só pra reprimir e fazer outra, com noções de cidadania e sociedade.

  8. Alberto de Oliveira Postado em 11/Mar/2012 às 06:37

    "A PM também convidou a adolescente a comparecer ao Comando de Policiamento 1, na Liberdade, para registrar a ocorrência." Ah, claro. Com a confirnça que essa moça tem na PM e nos PMs, é claro que ela vai registrar a ocorrência.

  9. George Postado em 12/Mar/2012 às 12:33

    Sem brigas e sem discussões pessoal. A pura verdade é que, como o Estado nao pode garantir a segurança de todos, essa é a principal estratégia que suas forças armadas utilizam: Ameaça, truculencia, tortura e morte, pra "dar exemplo" à populaçao de como "agir corretamente" dentro de um Estado democrático de direito. Nossa história é cheia de exemplos de administração pública desse tipo, desde a criaçao do Código de Hamurabi 1800 anos a.C.. Basta estudar um pouco, pra conhecer nosso passado e entender nosso presente. E pra mudar o nosso futuro? Só o dia que a gente aprender a votar. Tirar o que está aí e trocar por algo novo.

  10. tupy Postado em 12/Mar/2012 às 23:42

    pm, chefe de pm, dono pm, não pode ser aceito como ser humano a medida que a principal função é ferir humanos embora a mascara do proteger. reconhecer como ser humano, solidarizar-se a campanha de pm, seja lá qual for, é reconhecer e apoiar a ação da pm, do seu chefe, do seu dono, até mesmo contra a própria integridade.

  11. Danilo Postado em 13/Mar/2012 às 11:46

    "A PM também convidou a adolescente a comparecer ao Comando de Policiamento 1, na Liberdade, para registrar a ocorrência." SHAUHSUASHAUSHAUSHUASHAUS

  12. Rodrigo Postado em 20/Mar/2012 às 16:43

    O negócio é "bancar o herói" e se fazer a própria segurança. Vai chamar se os "bandidos de farda" para prender outros bandidos?

  13. Roberto Postado em 16/Aug/2012 às 08:26

    Ela estava trabalhando? estudando? para gente a PM neste caso errou por atirar, mas na maioria dos casos acerta, estamos nos pautando em uma versão de uma jovem Drogada e não ouvimos a outra parte. porque não chamam os traficantes que vendem drogas pra ela nesta hora? . em relação ao amigo aqui ,que não quer PM no mundo (AFF)

  14. Marcos Postado em 13/Jul/2013 às 17:35

    Esse PM deve ser punido simples assim, a proporção de maus policiais em relação a população é menor devido a vários fatores entre eles a corregedoria, e o afastamento dos maus policiais, a na sociedade quem afasta os sem caráter, a polícia.

O e-mail não será publicado.