Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Saúde 23/Dec/2011 às 14:05
0
Comentários

Jogador de futebol abandona a carreira para doar rim à filha

O jogador afirmou que sentirá saudade da antiga profissão, mas que o futebol “é algo ínfimo perto disto que estamos vivendo agora”

Giaccone Ariel

Giaccone Ariel

Depois de 14 anos atuando como jogador profissional de futebol, o argentino Ariel Giaccone, de 36 anos, resolveu abandonar a carreira. Não foi por culpa de lesões e muito menos por sua condição física. Giaccone deixou a profissão para doar um rim à filha.

Em abril a filha do ex-jogador, Gabriela, de 19 anos, foi diagnosticada com insuficiência renal. A jovem começou o tratamento e também a buscar um rim compatível. “Foi muito duro. Saía do trabalho para estar com ela durante todo o tempo que durava a diálises”, afirmou Giaccone, se referindo ao procedimento médico adotado para quem tem insuficiência renal. “Em quatro horas intermináveis e vê-la com essa máquina ao lado me destruía”, completou, em entrevista ao jornal argentino Clarín.

Leia também

Ariel decidiu então largar sua carreira no futebol para doar o rim e salvar sua filha. No último dia 6, os dois se internaram em Córdoba, cidade onde o ex-jogador mora na Argentina. Os estudos de compatibilidade haviam sido feitos e as expectativas eram grandes.

“Eu saí [da cirurgia] muito dolorido e pedi que minha mulher enviasse uma mensagem à Gabi ou ao médico que estava com ela. Quando ela me disse que tudo havia saído bem eu não conseguia parar de chorar de emoção”.

A última equipe do atacante foi a Associação Portenha, time argentino semi-profissional. Antes disso, o jogador passou pelo Sportivo Belgrano, Ferro, San José (na Bolívia), 9 de Julho de Morteros e outras equipes menores.

Leia mais

O jogador afirmou que sentirá saudade da antiga profissão, mas que o futebol “é algo ínfimo perto disto que estamos vivendo agora”. A partir de agora, Giaccone irá se dedicar apenas a uma escola de futebol para crianças que fundou recentemente.

Fonte: Opera Mundi

Recomendados para você

Comentários