Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Política 26/Dec/2011 às 19:16
18
Comentários

Deputado sugere punição à padres e pastores que pregarem a 'cura de gays'

Jean Wyllys (PSOL) concorda que os religiosos são livres para dizerem no púlpito de suas igrejas que a homossexualidade é pecado. O problema seria o uso de concessões públicas para desumanizar os homossexuais

Jean Wyllys

Deputado Jean Wyllys (PSOL)

O deputado acha que padres e pastores devem ser sancionados por atacarem homossexuais em seus programas de TV e rádio.

O deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ), provocou uma nova polêmica ao afirmar, em entrevista que padres e pastores devem ser sancionados por atacarem homossexuais em seus programas de TV e rádio, e por promoverem programas de “recuperação” ou “cura” da homossexualidade.

Jean disse que a punição deve ser estabelecida em lei, e sugere uma adequação ao projeto de lei que criminaliza a homofobia.

Leia também

“A afirmação de que homossexualidade é uma doença gera sofrimento psíquico para a pessoa homossexual e para a família dessa pessoa… Eu acho que tem que haver uma sanção. Eu quero que a gente compare, simplesmente, com outros grupos vulneráveis para saber se é bacana. Alguém que chegue e incite violência contra mulheres e contra negros, ou contra crianças nesse país… Vai ser bem aceito?”, questionou.

Durante a entrevista, o deputado afirmou que os religiosos “são livres para dizerem no púlpito de suas igrejas que a homossexualidade é pecado”. O problema seria o uso de concessões públicas para “demonizar e desumanizar uma comunidade inteira, como é a comunidade homossexual”.

Leia mais

Sobre a união estável entre homossexuais, Wyllys disse que não a considera o bastante. “E também não acredito que nós homossexuais temos que nos contentar com uma sorte de gueto. Nós não temos que ficar com a união estável enquanto o restante da população tem direito ao casamento civil. Isso seria uma cidadania de segunda categoria”, ressaltou.

Fonte: Correio da Bahia

Recomendados para você

Comentários

  1. REGI Postado em 26/Dec/2011 às 21:35

    a biblia e universal pode inventar leis
    quem nao aceita nao muda
    a maioria sao seres que acreditam em DEUS pois ele criou macho e femea homem e mulher

  2. Ewerardo Tabatinga Postado em 27/Dec/2011 às 02:36

    Estou de pleno acordo com a proposta do Dep. Jean Wyllys. Considero que certos pastores, ao explorar os que sofrem da exclusão social, pelo preconceito, prestam um desserviço à Sociedade. Não deveriam usar uma concessão do Estado Democrático de Direitos para exercerem a sua maldita hipocrisia.
    A condenação do indivídio pela sua escolha sexual fere a sua liberdade e os princípios democráticos. Bem que o Ministéro Público deveria agir, em cumprimento ao seu dever, expulsando os vendilhões dos templos.

  3. Diego Postado em 27/Dec/2011 às 08:44

    Estou de pleno acordo com a proposta do Dep. Jean Wyllys...

  4. mafalda Postado em 27/Dec/2011 às 12:17

    Acredito que Deus dá o livre arbítrio para o homem.E ele faz suas escolhas.Deus ama o pecador e não o pecado.O ruim é se considerar melhor do que os outros só porque tem prestígio no meio evangélico.

  5. Ivan Barci Postado em 12/Feb/2012 às 11:38

    Esse tipo de argumentação religiosa é uma maneira de opressão psicológica estratégica para "capturar" os homossexuais que já discriminados pela violência e preconceito social que elas mesmos geram, tendem a serem "acolhidos" por essas igrejas. Algo do tipo bate e assopra. - Você é um endemoniado! - Está condenado! - Mas agente livra você do Inferno... O que mais sabem fazer é chantagem: Se Deus "tocar" seu coração você irá contribuir... Coitado de quem não contribui né? Deus não toca corações impuros...

  6. Rodrigo Postado em 29/Feb/2012 às 01:27

    A quem fala "escolha" e "opção", gostaria de perguntar: quando foi que vocês "escolheram" ser heterossexuais? Homossexualismo sempre existiu. A homofobia é bem mais recente. Homossexualidade existe inclusive entre vários animais. A homofobia é exclusividade de certas religiões. Como no livro do Genesis não fala o limite da reprodução, isso significa que devemos aumentar a população até o mundo todo estar parecendo Bangladesh? É preciso ler outros livros, se for pra aprender SENSATEZ.

  7. Tiago Gevaerd Farah Postado em 01/Mar/2012 às 14:17

    Aliás, pregar a intolerância abusivamente, como os pastores fazem, deveria ser um bom motivo para cassar a concessão. No entanto, no Brasil, o país onde a política se sobrepõe ao Direito, não acontece.

  8. Cristian Postado em 02/Mar/2012 às 12:27

    Tem tanta coisa pra se preocupar no Brasil e um deputado que é gay vem com essa ideia,isso que os religiosos fazem não afeta em nada os gays. Eu não posso acreditar que meus impostos estão pagando o salário de um cidadão desses, pra propor isso. Ele quer defender os direitos dos gays, mas e da sociedade em geral que engloba todas os sexos, raças e etnias, que todos os dias sofrem com a péssima qualidade de ensino, segurança e saúde, isso nenhum defende, e o pessoal ainda apoia essas ideias, bom cada nação tem aquilo que merece e escolhe.

    • Luis Soares Postado em 02/Mar/2012 às 12:33

      Cristian, a abordagem está invertida. O deputado está reagindo a uma ideia descabida, intolerante e que tem forte sustentação política no parlamento brasileiro. Lembre-se, essa é uma reação, não uma ação. A ação, absurda, registre-se, vem do outro lado e com força bastante desproporcional.

  9. Amanda Postado em 02/Mar/2012 às 12:30

    Estou com o deputado, o país é laico! A religião não deve ter supremacia sobre o país, não deve decidir nada!

  10. Amanda Postado em 02/Mar/2012 às 12:34

    Sem contar que homossexualidade não é uma doença, chega dessa lavagem cerebral imposta pelas igrejas! O mal da humanidade são as religiões , que prega o preconceito e a intolerância baseadas em crenças. Religião não é politica! Separemos as coisas, RELIGIÃO NÃO É POLITICA! SÃO DESTINTAS

  11. Macportari Postado em 02/Mar/2012 às 15:43

    Nossa eu tinha certza que ia ver comentários tipo"-'Deus ama o pecador mas não o pecado" Estamos prestes a ver nosso pais se tornar um Teocracia Cristã fundamentalista, nos moldesw do Irã. Deixe a bancada evangélica tomar a maoiria pra voces verem. O comportamento de manda/zumbi que faz tudo que os pastores querem é extremamente interessante para esses grupos.

  12. Dirceu José Postado em 02/Mar/2012 às 18:31

    Quando votamos em um deputado, acreditamos que ele, e eles, vão defender os interesses da sociedade nogeral, e não levantar uma bandeira por uma causa, precisamos, de gente que lute pela, educação, saúde, segurança, lazer, posto de trabalho, para os brasileiros, mas lute ferrenhamente com bons projetos, mas os mesmos desviam a atenção com assuntos e causas, futeis, e inuteis, e muitas vezes por minoria irrelevante da sociedade, gente acordem enquanto eles ficam ai discutindo sobre religião, sexo isso e aquilo, as drogas, tomam conta das escolas ruas, das crianças e adolecentes, das familias, a violencia os marginais dominam a sociedade, os hospitais falidos, professores, com salarios de passar fome, os policiais, ganhando mauu, e eles desviando os assuntos importantes e que poderia mudar e melhorar a nossa sociedade tão sofrida, acordemmmmmmmmm, eles todos não deveraim estar falando disto, nem defendendo estas coisas, religião, homossexualismo? até quando, vão ficar fazendo da politica do Brasil, a luta pelas suas vontades politicas, e o povo quem luta por eles? Cade os que lutão pela, educação, saude, moradia, trabalho, segurança, etc cadeeeeeeee? Tem tanta coisa pra se preocupar no Brasil e um deputado que é gay vem com essa ideia, isso que os religiosos fazem não afeta em nada os gays. Eu não posso acreditar que meus impostos estão pagando o salário de um cidadão desses, pra propor isso. Ele quer defender os direitos dos gays, mas e da sociedade em geral que engloba todas os sexos, raças e etnias, que todos os dias sofrem com a péssima qualidade de ensino, segurança e saúde, isso nenhum defende, e o pessoal ainda apoia essas ideias, bom cada nação tem aquilo que merece e escolhe.

  13. gustavo Postado em 05/Mar/2012 às 18:34

    1° existe macho e femea...religião? não BIOLOGIA, ANATOMIA 2° o que distorce disso é algo anormal 3°algo anormal se trata 4° quer ser gay? seja! te respeito, mas não aprovo tua conduta e de forma alguma vc pode querer impor teu estilo, escolha de vida sobre a sociedade que não é gay..........

  14. Fabio Postado em 06/Mar/2012 às 11:26

    Não queria estar aqui discutindo se gay tema direito a isso ou aquilo. Estou aqui para dizer que não quero ser agredido na rua quando beijar meu marido. Estou aqui para dizer que quero, sim, me casar e ter TODOS os direitos a que todos tem acesso. Estou aqui para dizer que se a bancada evangélica acha que o deputado está errado, então, dê ela o primeiro passo e pare de pregar o ódio, o preconceito e a discriminação entre os evangélicos. Já fui evangélico e sei que eles costumam obedecer, sem criticar. Praticamente não tem opinião própria para NADA. Só sabem o que a bíblia diz e pronto. Acho que nas escolas e igrejas de todo o país deveria passar o filme ORAÇÕES PARA BOBBY, que foi baseado em fatos reais, mas pensando bem, acho que seria inútil tb, pois era só um pastor falar que aquilo era obra do diabo, do enganador, que lá ia todo mundo comprando essa idéia!!! Enfim, vamos ver no que isso vai dar.

  15. Meire Finelon Postado em 12/Mar/2012 às 14:20

    Jean parabéns!!! temos que defender o país de pessoas ignorantes e preconceituosas. Os religiosos na sua maioria são pessoas sem nenhum respeito pelo ser humano, eles só amam um deus que dizem existir e que deixou suas leis escritas por homens ignorantes do Oriente Médio, traduzidas por interesses políticos e utilizados para manter o gado no cercadinho.

  16. Toksey Postado em 12/Mar/2012 às 17:53

    Houve um interesse crescente em provar a hipótese de que a homossexualidade tem uma base genética, com o intuito de ridicularizar a ideia de que não estão envolvidas influência sociais e externas em sua origem. Do livro: NASCIDOS GAY? Existem evidências científicas para a homossexualidade? Dr. John S. Tay - Geneticista clínico

  17. Jorjao do caminhao Postado em 02/Apr/2012 às 06:12

    Posso ser sincero? Se mandar prender os pastores por sustestentar suas afirmações e conceitos onde quer seja, não estaremos sucumbindo dele a liberdade de expressão? Dá mesma forma que queremos nosso direito, indo as ruas, lutando, nao importando a forma, eles também tem o direito. O que quero deixar claro é que,sou contra, quero ter o direito de ser homo, sem mandar prender, matar, ou seja lá o que for o meio de repressão. Afinal eles são pais ou mães de alguém, e não assassinos , ladrões para estar na cadeia. Sou homo e meu pai nao aceita, agora só por causa disso, vou mandar prender??? Menos tá, menos.