Redação Pragmatismo
Compartilhar
Índios 23/Nov/2011 às 23:04
5
Comentários

O estranho amor dos norte-americanos aos indígenas brasileiros

O indigenista Orlando Villas Boas tem uma opinião sobre esse curioso amor. Assista no vídeo abaixo

amor norte americano índios terra

Antonio Mello, Blog

Por causa da construção de Belo Monte, ONGs estrangeiras – em sua maioria estadunidenses – mostram-se preocupadas com indígenas afetados pela construção da usina.

Estranho. Porque os estadunidenses praticamente exterminaram os índios que ocupavam seu território. Gerônimo (na foto) foi o último chefe apache, antes do massacre.

No século XIX, o governo dos Estados Unidos começou uma guerra de extermínio aos apaches para facilitar a colonização do oeste. Chefes como Mangas Coloradas, Cochise e Geronimo comandaram os apaches nas batalhas contra os Estados Unidos. [Fonte]

Mas, isso é passado!… – você pensa. Não é, não. Até recentemente, o maior inimigo dos EUA era Osama Bin Laden. Pois a Operação que o teria executado no Paquistão recebeu o nome de Operação Gerônimo, o que gerou protestos.

A frase é de Keith Harper, um membro da Nação Cherokee, ao The Washington Post. Gerônimo foi o nome de código escolhido pelas tropas americanas para se referirem a Bin Laden durante a operação que teria resultado em sua morte.

Gerônimo (1823-1909), na foto aí ao lado, foi um chefe Apache que, na segunda metade do século XIX, enfrentou os “homens brancos” numa guerra sem prisioneiros, cruel, que fez dele um herói para seu povo e um maldito entre os brancos.

“Ninguém teria concordado com o uso como codinome para um terrorista de Mandela, Revere ou Ben Gurion. Um herói extraordinário e um herói nativo americano merece o mesmo tratamento”, prosseguiu Harper na entrevista ao The Washington Post. “Isso mostra até que ponto a ideia de índio / inimigo está incorporada na mentalidade deste país”, disse ao mesmo jornal Suzan Harjo, de um grupo de advogados indígenas. [Fonte: El Pais, onde você pode ler mais sobre Gerônimo]

Se não se preocuparam com seus índios, por que dizem estar preocupados com os nossos?

O indigenista Orlando Villas Boas tem uma opinião sobre isso:

E você?

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Gregory Garuzzi Postado em 03/Jan/2012 às 20:25

    Vale a pena ressaltar, que não se pode generalizar um fato! Os EUA dizimaram realmente todos os seus indios...mas isso não significa que todos os americanos foram a favor disso...e se deve prestar atenção que são ONGs que estão em disacordo com a possivel desocupação de terras indigenas no Brasil. O próprio nome já diz tudo, Organização Não Governamental.

    • Contranotícia Postado em 09/Mar/2015 às 00:24

      Claro que não ! Vc está certo. É que as bondades vem das empresas de petróleo, de empresas de mineração etc. Estão gastando $ por serem bons...Cidade declarada Patrimonio Histórico da Humanidade, dentro dos EUA, via ONU, Bagda deixou de ser considerada Patrimonio Histórico, bem como foi destruída a cidade considerada berço do mundo, isto é, onde tudo começou na Terra. Graças aos nobres empresarios norte-americanos, ao amor dos yanques pelo próximo. Próximo a ser atacado, como fo recentemente Líbia, ou seja, o amor yanque somente encontra eco onde há recursos minerais, matéria-prima. Haiti não tem ONG americana...

  2. Aliança da nova república democrática do Brasil Postado em 07/Jan/2012 às 22:53

    Mas isso não os inocenta e nem lhes deixam fora de suspeita! São folgados ainda mais quando lá estão embaixo da saia do tio Sam!

  3. DARCY Postado em 17/Aug/2013 às 19:04

    Que o péssimo exemplo do passado do povo norte americano esteja servindo de modelo para que as novas gerações pratiquem a solidariedade em relação aos povos indígenas.Que o povo brasileiro tome a defesa de nossos índios.Indico a todos a leitura do RELATÓRIO FIGUEIREDO.

  4. Anonimo Postado em 20/Jun/2014 às 12:35

    Porque eles não cuidaram dos seus indios agora querem cuidar dos nossos indios Essas porcarias norte americanas