Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Democratização Comunicação 18/Aug/2011 às 23:13
2
Comentários

Internacional da Graça de Deus e RedeTV! ofendem ateus e terão de se desculpar

O MPF (Ministério Público Federal) em São Paulo moveu ação civil pública contra Rede TV! e a Igreja Internacional da Graça de Deus para que se retratem de mensagens ofensivas contra ateus.

profeta nação redetv deus beçãos

Em março, no dia 10, o apresentador do programa “O Profeta da Nação”, o pastor João Batista, disse: “Só quem acredita em Deus pode chegar pra frente. Quem não acredita em Deus pode ir pra bem longe de mim, porque a pessoa chega pra esse lado, a pessoa que não acredita em Deus, ela é perigosa. Ela mata, rouba e destrói. O ser humano que não acredita em Deus atrapalha qualquer um. Mas quem acredita em Deus está perto da felicidade.”

O procurador Jefferson Aparecido Dias, dos Direitos do Cidadão, disse que pediu a Justiça o dobro de tempo que o religioso usou nas ofensas para que se desculpe com quem não acredita em Deus. Ele afirmou que a emissora e a igreja desrespeitaram a Constituição segundo a qual o Estado brasileiro é laico e que a todos está assegurada a liberdade de crença.

Até agora, a Rede TV! e a igreja não se manifestaram sobre a decisão do Ministério Público. Eles deverão aguardar a decisão da Justiça.

A TV Bandeirantes e o apresentador Datena já estão sendo acionados na Justiça por discriminar os ateus.

Assista abaixo as ofensas do pastor contra os ateus:

Paulopes

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Daniel Postado em 19/Aug/2011 às 03:14

    Acabei de ler essa notícia no UOL. No Japão você não imagina como existe uma proliferação de igrejas evangélicas, inclusive a IURD. Parece até que todos os brasileiros do Japão (o que não é verdade, afinal eu não sou) é a uma dessas igrejas. Enquanto houver essa ligação entre os meios de comunicação, redes de tv aberta vendendo seus horários para igrejas, misturando interesses e conflitos, o preconceito vai se fundir com várias camadas da sociedade, assim como aconteceu na campanha presidencial. Com o pressuposto da liberdade de expressão, ofender ateus faz parte desse rito que a mídia oficial obtém para atingir grupos e minorias.

  2. Maurílio Santos Postado em 27/Aug/2011 às 03:11

    Um dia isso de religião deixa de existir. Essa cultura de imposição de crenças não vinga. Nadafinga