Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Política 31/May/2011 às 02:10
2
Comentários

PSDB espanca 'maconheiros' na rua e alisa na mídia

Reproduzo texto de Eduardo Guimarães no Blog Cidadania

No domingo, no Fantástico, da TV Globo, foi ao ar reportagem em que o principal líder político do PSDB, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, defende que usuários de maconha possam plantar a erva em casa e, também, que a lei deixe de penalizar o usuário da droga.
Enquanto isso, em São Paulo, o governo mais importante comandado pelo PSDB, através da polícia sobre a qual exerce controle absoluto, reprime com violência jovens que foram às ruas defender aquilo que o mesmo partido defende na TV pela boca dele, do tal líder político.
Segundo a Polícia, o governo e a Justiça de São Paulo, os garotos que foram à rua defender o que defende Fernando Henrique Cardoso teriam feito “apologia” à maconha. Resta saber quem fez tal “apologia” para mais gente, se os jovens na rua  ou FHC na televisão.
Diante dessa situação esquizofrênica desse partido reacionário e violento nas ruas e gentil e progressista na mídia, surge uma questão que deve interessar ao menos aos partidários das teorias pró-maconha: não dá pra trocar o comportamento do PSDB das ruas com o da TV?
Abaixo, reportagens do Fantástico alisando aquele que diz coisas que basta qualquer outro dizer para os pistoleiros do PIG chamarem de “maconheiro” e do UOL mostrando o lado, digamos, mais “careta” do PSDB.
                                                           PSDB das ruas
                                                           PSDB da mídia

Comentários

  1. Direito Cannabico Postado em 30/Jun/2011 às 03:52

    http://direito4e20.blogspot.com/

  2. Ian Leigh. Postado em 15/Dec/2011 às 17:30

    Que coisa ridícula, criticar um sujeito (FHC) que nem mais na política está. Essa é para mim, uma característica patológica (obsessão). Também acho que ele podia ter feito mais em relação ao tema, enquanto ainda era presidente da República, porém, deixa o cara lá! Ele nem tem mais o peso que outrora teve...

O e-mail não será publicado.