Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Política 05/Apr/2011 às 10:09
0
Comentários

Globo e Noblat defendem Bolsonaro – Qual o motivo?

O Globo manda recado através do blogueiro garoto de recados
Em “O Globo” de ontem (segunda, dia 4 de abril), o colunista Ricardo Noblat parte em defesa do deputado federal Jair Bolsonaro, ameaçado de cassação por suas declarações racistas. Ao melhor estilo do PIG (Partido da Imprensa Golpista), Noblat ergue, em sua coluna, um verdadeiro monumento ao sofisma.
A inadequada piada do ex-presidente Lula que, em 2000, brincando com o então prefeito de Pelotas, disse que aquela cidade é “polo exportador de veados”, tem para Noblat o mesmo significado das declarações homofóbicas e racistas do deputado do PP.

Noblat, despudoradamente, afirma que Bolsonaro está ameaçado de cassação por ser “contra cotas raciais, o projeto de lei da homofobia, a união civil de homossexuais e a adoção de crianças por casais gays”. Em nenhum momento o jornalista da família Marinho cita a declaração racista e, portanto, criminosa, de Bolsonaro à Preta Gil quando, recordemos, declarou que seus filhos (filhos dele, Bolsonaro) jamais namorariam uma negra por terem sido bem educados.

Isso, para Noblat, é certamente insignificante. Grave para ele é Lula ter dito que “louros de olhos azuis” foram responsáveis pela crise econômica mundial.

Os parâmetros de Noblat são mesmo estranhos. Fascista para ele não é o Bolsonaro, mas os que propõem sua cassação por racismo, já estigmatizados desde o título da coluna: “fascismo do bem”.

O grande problema, no entanto, não é a manjada manipulação de um jornal conhecido por sua arte em mentir e deturpar. A questão é outra.

Da mesma forma que só crianças e ingênuos acreditam que o deputado federal Jair Bolsonaro “não entendeu a pergunta” de Preta Gil, só um completo alienado não sabe o que significa ser articulista da página 2 de “O Globo”. Quem mandou o recado não foi o Noblat, foi o próprio jornal, pois Noblat não passa disso, de um garoto de recados.

E qual é o recado que a família Marinho mandou Noblat entregar com essa coluna aparentemente absurda? O recado foi claro: “Extrema-direita, estamos a postos, contem conosco, podemos estreitar nossa aliança contra os inimigos em comum”.

Recado semelhante já havia sido enviado durante a campanha eleitoral, quando a mídia hegemônica apoiou de forma discreta o festival de baixarias articulado por ultraconservadores para atingir a candidatura Dilma.

Alguém pode acusar este humilde articulista de estar sofrendo de delírio persecutório. Mas se existe uma coisa que a história do Brasil, inclusive a história recente, nos ensina, é que os setores mais reacionários da burguesia, mesmo aqueles que usam uma capa “democrática”, recorrem a qualquer método para barrar o avanço de um projeto que aprofunde a democracia e a justiça social. Se o claro recado que a coluna do Noblat mandou tem algum mérito, é o de nos lembrar mais uma vez desse fato.

Wevergton Brito Lima

Comentários