Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Política 11/Feb/2011 às 19:03
1
Comentário

Governador tucano é cassado por compra de votos

José de Anchieta foi reeleito em 2010 após vitória apertada
O Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE-RR) cassou na tarde desta sexta-feira o mandato do governador do Estado, José de Anchieta Júnior (PSDB), por compra de votos. A decisão entra em vigor imediatamente após a sua publicação no Diário de Justiça Eletrônico, o que deve acontecer ainda hoje. Anchieta pode recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apenas após deixar o cargo.
Além de perder o mandato, Anchieta foi condenado a pagar multa de 50 mil UFIRs (R$ 53.205). Em seu lugar, assumirá Neudo Campos (PP), segundo colocado nas eleições ao governo do Estado realizadas em outrubro de 2010.
No ano passado, José de Anchieta conseguiu uma virada na votação obtida no primeiro turno para se reeleger governador de Roraima em uma eleição apertada. Ele teve 107.466 votos (50,41%), contra 105.707 (49,59%) de Neudo Campos (PP). No primeiro turno, Campos registrou 47,61% dos votos e Anchieta, 45,03%.
A campanha no Estado foi marcada pelo tom de acusação de todos os lados. A coligação União por Roraima (PMDB, PTN, PR, PPS, DEM e PSDB), do governador reeleito, explorou escândalos de Campos por suposto envolvimento em irregularidades. Ele teria renunciado ao mandato de deputado federal no final de agosto de 2010, segundo os adversários, para se esquivar o julgamento de processos.
Por sua vez, a coligação adversária, Pra Roraima Voltar a Ser Feliz (PP, PT, PTB, PSC, PHS, PTC e PSB), criticou durante toda a campanha o gasto de R$ 5 milhões do governo para a contratação de agência de publicidade e propaganda, a aquisição de mais um jatinho de R$ 7 milhões e os gastos de R$ 2 milhões com shows artísticos.
Anchieta teve como vice o deputado federal Francisco de Assis Rodrigues (DEM) e contou com apoio da maioria dos prefeitos do Estado, além de parlamentares estaduais e federais como o senador Romero Jucá (PMDB), líder do governo no Senado. No entanto ele sofreu a debandada de aliados como o vice-presidente do diretório regional tucano, Urzenir Rocha, e a secretária-geral do partido, Marluce Pinto, viúva do governador Ottomar Pinto, que declaram apoio ao adversário.
Nascido em 11 de março de 1965, em Jaguaribe (CE), Anchieta se elegeu vice-governador de Roraima em 2006, herdando o governo do Estado no final de 2007, após a morte de Ottomar Pinto. Formado em Engenharia Civil, assumiu seu primeiro cargo público como secretário de Estado de Infraestrutura de Roraima, além de temporariamente ficar no cargo da Secretaria do Estado de Articulação Municipal.
Terra

Comentários

  1. Tô de Olho Malandragem. Postado em 13/Feb/2011 às 14:52

    Parece que esta quantidade de governadres Tucanos não foi tão grnade assim... E se fuçar mais um pouco ainda vamos encontrar mais carniça...
    E por falar em eleições...
    Marina está tendo problemas com a velha guarda do PV (por que será, hein?).
    Para mim ela não passou de massa de manobra nas mãos da direita.
    O que acha?
    http://todeolhomalandragem.blogspot.com/

O e-mail não será publicado.