Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Política 21/Jan/2011 às 21:52
2
Comentários

Alvaro Dias cobra sua aposentadoria de luxo: R$ 1,6 milhão

O senador Alvaro Dias (PSDB-PR) escancarou a hipocrisia por trás do discurso moralista da oposição. Ex-governador paranaense, Dias solicitou ao governo do estado o pagamento retroativo de cinco anos da aposentadoria de R$ 24,8 mil concedida a ex-governadores. Caso o pedido seja aprovado, o senador pode receber cerca de R$ 1,6 milhão.
O senador governou o estado de 1987 a 1991 e recebe a aposentadoria desde outubro, quando finalmente solicitou o benefício. Desde 1999, ele ocupa uma vaga no Senado. Agora, 20 anos após deixar governo, ele fez, na semana passada, o pedido dos pagamentos retroativos — que foi encaminhado para análise da Procuradoria-Geral do Estado.

Caso o senador obtenha o que requereu, receberá mais de R$ 1,6 milhão, equivalente a 65 pagamentos, já que a aposentadoria inclui um 13º salário. Em 2006, quando foi reeleito para mais um mandato no Senado, Dias informou em sua declaração de bens possuir um patrimônio de mais de R$ 1,9 milhão, composto em sua maioria por imóveis. Com cadeira no Senado até 2015, ele foi contemplado pelo reajuste salarial que elevou o salário de congressistas para R$ 26,7 mil.

Mesmo diante de um renda tão elevada e de um pedido tão escandaloso, Alvaro Dias não quer dar satisfação a seus eleitores e aos contribuintes. O senador evitou justificar o pedido e disse que, se decidiu recorrer 20 anos após, é porque “há razões” para isso — sem revelar os motivos.

“Pretendo falar a respeito no momento adequado porque há processo em curso, já que não requeri a aposentadoria nesses 20 anos. Se há alguma mudança de comportamento, é porque há alguma razão. Eu pretendo esperar concluir o processo para poder falar sobre isso”, afirmou.

O senador disse que só vai se manifestar sobre o caso ao final do processo. Mesmo lembrando que a lei remonta ao regime militar (1964-1985), Dias não pareceu nada constrangido. “A iniciativa foi do presidente Costa e Silva em razão de ter um ex-governador do Rio Grande do Sul que estava sendo despejado, em situação difícil. Alguém levou ao presidente, à época, o fato. Acabou o presidente elaborando uma legislação a respeito. É um assunto antigo, há algumas exceções, mas no geral todos ex-governadores recebem desde essa época.”

Vestal da ética no Senado e um dos maiores críticos do governo progressista do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no que dizia respeito aos gastos públicos, Dias cai em mais uma humilhante contradição. Se obtiver o incremento da aposentadoria retroativa, seu patrimônio — já milionário — praticamente vai dobrar, à custa justamente do povo.

As aposentadorias foram alvo de um pedido do Ministério Público do Paraná. Em dezembro, a Promotoria pediu à Procuradoria-Geral da República que entrasse com uma ação direta de inconstitucionalidade no STF (Superior Tribunal Federal) para acabar com o benefício. A OAB nacional também diz que questionará a constitucionalidade do benefício no STF.

Vermelho & Agências

Comentários

  1. leleka Postado em 23/Jan/2011 às 14:01

    Olha,não é NADA surpreendente essa atitude em se tratando de quem se trata.Essa atitude delle agora é COMPLETAMENTE condizente com toda a postura delle como político em toda a sua vida.Nos surpreenderia,se desse político completamente escroto,partisse uma atitude altruísta,desinteressada e solidária.Aí sim,seria surpreendente.

  2. Provos Brasil Postado em 24/Jan/2011 às 16:18

    Os políticos brasileiros vivem em um outro mundo, um mundo aonde eles são Deuses e nós o povo uma cambada de otários, é assim que eles pensam e agem!