Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Política 01/Nov/2010 às 21:58
0
Comentários

Aécio Neves reconhece esforço do candidato derrotado

O ex-governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), evita a imprensa desde a consolidação do resultado final da disputa presidencial, neste domingo. Ele acompanhou a apuração dos votos de sua casa, em Belo Horizonte e liberou uma nota no meio da noite comentando a derrota do presidenciável apoiado por ele, José Serra (PSDB). Aécio, segundo analistas políticos, teria mantido uma campanha subliminar em favor de Dilma Rousseff, que venceu no Estado de Minas Gerais 58,45% contra 41,55% para Serra. No texto, divulgado pela assessoria de imprensa, no entanto, o senador eleito pelo Estado afirma que “José Serra teve um excepcional desempenho durante toda a campanha eleitoral. Venceu obstáculos importantes e representou, com altivez e correção, valores éticos importantes do nosso povo”.
Falando em nome do seu partido, disse que o PSDB se orgulha do candidato e das propostas que apresentou ao Brasil, reforçando que está certo de que, “com o tempo, ainda mais brasileiros vão ter consciência do importante papel desempenhado por ele (Serra) nesse pleito”. O ex-governador, que foi alçado pela campanha de Serra ao posto de principal cabo eleitoral do presidenciável tucano em Minas, preferiu contemporizar e minimizar a derrota do aliado paulista. “Ao contrário do que pode parecer para muitos, o resultado de uma eleição não se resume a quem venceu e a quem perdeu”, escreveu.
Aécio ainda saiu em defesa do PSDB, além de enviar recados velados ao Planalto e ao PT do presidente Lula e da candidata vencedora, Dilma Rousseff: “ao defender os valores democráticos e éticos, ao criticar o aparelhamento da máquina pública, o PSDB se transformou na voz de setores importantes da nossa sociedade, que levaram as eleições presidenciais para o segundo turno”.
Segue a nota: “nesse sentido, do ponto de vista político, o PSDB sai das eleições maior do que entrou. E isso é bom para o Brasil”. O texto ainda fez alusão direta a Dilma, cuja possibilidade de vitória Aécio já havia admitido no período da tarde, em entrevista concedida na capital mineira. “Desejo que a presidente eleita Dilma Rousseff honre os compromissos assumidos com a população, realize uma gestão republicana e que seu governo tenha como marca a união. Que seja, sobretudo, generoso para com todos os brasileiros”.
Correio do Brasil

Comentários