Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Política 30/Sep/2010 às 18:12
0
Comentários

Para Via Campesina, EUA participou de tentativa de golpe no Equador

A Via Campesina, articulação internacional de movimentos de luta pela terra na América Latina, lançou nota em solidariedade ao povo equatoriano e em defesa da democraci na quele país, “que nesta quinta-feira, 30 de setembro, se viu afetada pelas Forças Armadas, a Embaixada dos Estados Unidos e outros setores de direita”, segundo a nota. Pautando a restituição da ordem institucional e a não repressão do povo, a nota traz a promessa de acomapnhamento dos acontecimentos pelo movimento.
Confira a íntegra da nota da Via Campesina:

“No marco da realização de nosso V Congresso no Equador, como Coordenação Latino Americana de Organizações do Campo, CLOC – Via Campesina, fazemos eco das milhões de vozes de camponesas e camponeses de todas as regiões do Continente em rejeição aos últimos eventos suscitados na nossa nação irmã, o Equador. Expressamos nossa solidariedade e reafirmamos nosso compromisso com a luta constante pela defesa da democracia no Equador, que nesta quinta-feira, 30 de setembro, se viu afetada pelas Forças Armadas, a Embaixada dos Estados Unidos e outros setores de direita, que priorizam seus interesses mesquinhos frente às necessidades reais do povo.

Como CLOC- Via Campesina, condenamos frontalmente esta tentativa de Golpe de Estado, desconhecendo qualquer ação que atente à democracia, por isso exigimos a restituição da ordem constitucional. Achamos, firmemente, que os eventos no Equador são ações desesperadas da oligarquia, representada pela direita, com o único objetivo de preservar os interesses do capital, que ao longo da história prejudicaram a classe camponesa.

Ante este abominável feito, a CLOC –VC faz eco às seguintes demandas:

1. Que se restabeleça a ordem constitucional, sem derramamento de sangue a favor da democracia.

2. Que não se reprima a população equatoriana que exige o retorno à democracia.

Finalmente, como CLOC- VC nos comprometemos a acompanhar tudo o que ocorra no Equador, neste momento complexo. Fazemos um chamado com caráter de urgência às organizações camponesas e aos diferentes movimentos sociais a protestar e a estar vigilantes.

V CONGRESSO DA CLOC

Contra o saque do Capital e do Império

Pela Terra e Soberania de nossos Povos!

A AMÉRICA LUTA!”

Luana Bonone

Comentários