Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Política 14/Jul/2010 às 20:41
0
Comentários

Serra fica bravo ao ser questionado sobre sua impopularidade na região nordeste

A assessoria do presidenciável tucano José Serra (PSDB) investigou a vida de vários repórteres – além de o próprio candidato ter destratado profissionais de imprensa – que acompanharam sua visita ao Maranhão, nesta terça-feira. Segundo uma fonte da própria campanha tucana, as vidas pregressas do jornalista Hornório Jacometto, correspondente da TV Globo no Maranhão, e do cinegrafista Miguel Nery, foram investigadas. A fonte relatou que a assessoria do tucano toma essa medida em todas as cidades que o ex-governador visita.

Durante solenidade na Associação Comercial, onde recebeu o título de Cidadão Ludovicense, jornalistas foram empurrados de forma grosseira pela segurança do tucano. Uma das vítimas foi o próprio assessor do candidato Jackson Lago (PDT), jornalista Humberto Fernandes. Ele foi impedido de entrar na sala da entidade, após a solenidade, onde o presidenciável respondia às perguntas dos repórteres. Eu, por exemplo, não consegui nem chegar perto do tucano.

A agressividade do ex-governador de São Paulo se mostrou com mais evidência durante entrevista à noite na Rádio Capital, de propriedade do deputado Roberto Rocha (PSDB). Serra foi extremamente grosso com o repórter Mário Carvalho, da Rádio Mirante AM, de propriedade da família Sarney.

Serra se chateou primeiro com uma pergunta sobre nota das centrais sindicais divulgada no final de semana criticando-o por vir afirmando ser “pai” do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador) e do Seguro Desemprego. Em resposta, Serra chamou as centrais de “pelegas”.

O tucano deu um verdadeiro “piti” quando questionado por Mário Carvalho sobre como faria para diminuir sua rejeição no Nordeste, segundo apontam vários institutos de pesquisas. 

– Onde você viu essa informação? Você está fazendo campanha para Dilma – irritou-se o presidenciável;

– No Ibope e no Datafolha – respondeu o repórter.

– De qual emissora você é? – quis saber o tucano.

– Da Mirante AM – respondeu o jornalista.

– Não é rádio do Sarney? – quis saber Serra. – Eu não sei onde você viu isso. Vamos fazer uma coisa, você quer fazer propaganda pra Dilma? Eu acho legítimo que sua rádio e você faça campanha para Dilma. Não tenho nada a me opor. Agora não venha falar mentira. Tudo bem, faz a campanha direto (pra Dilma) – completou o tucano já quase aos gritos.
 

Mario Carvalho, jornalista do Maranhão

Comentários

O e-mail não será publicado.